Mastopexia: O que é? Cicatrizes? (Fotos e Vídeo)

Olá, você se preocupa com a estética das suas mamas e está buscando alternativas para melhorar?

É interessante sabermos que existem procedimentos cirúrgicos para melhorar as mamas caídas.

Você acha que suas mamas estão caídas? Sempre foram caídas? Nasceram caídas desde a puberdade ou elas caíram após a amamentação ou de uma grande perda de peso?

Eu sou a Dra Patrícia Maciel, cirurgiã plástica em São Paulo e vou falar com você sobre uma técnica fantástica para levantar e ajustar o tecido mamário, trazendo ele para um lugar mais interessante no tórax. 

Neste artigo iremos falar sobre a Mastopexia. 

O que é mastopexia?

É muito importante saber que a mastopexia é um procedimento que necessariamente não inclui a colocação de uma prótese de mama. 

A prótese de mama não vem para levantá-la ! A intenção ao colocar uma prótese é quando a paciente deseja aumentar o tecido mamário.

Se a paciente não tem a intenção de fazer esse aumento pela introdução de uma prótese, se ela colocou o sutiã, ajeitou a mama dentro dele e ficou feliz com o volume, a mastopexia pode ser uma ótima alternativa para poder levantar o aspecto de queda das mamas.

É uma cirurgia que tem que ser feita no hospital e dura cerca de 4 a 5 horas para conclusão sob anestesia geral.

Mastopexia: cuidados pós operatório

Seu pós-operatório é bem tranquilo, geralmente a paciente dorme uma noite no hospital e vai para casa na manhã do dia seguinte.

E não costuma ter muitos problemas com dores.

As medicações analgésicas que usamos costumam deixar o pós-operatório bem tranquilo.

Onde é necessária bastante atenção são nas limitações de movimento, que podem causar certo incômodo.  

Minhas pacientes têm questionamentos frequentes como: 

  • Quanto tempo vou precisar ficar sem dirigir?
  • Por que não pode dirigir?
  • Meu carro é hidráulico e automático, a direção é macia, não tenho que fazer muitas movimentações, por que eu não posso dirigir?
  • Nossa Dra, mas só irei andar como passageira?  Não posso mesmo andar como motorista?

Abaixo explicaremos alguns fatores que podem fazer com que o pós operatório não ocorra com total sucesso.

As restrições para dirigir são de 4 semanas, na minha prática do dia a dia.

Não é recomendável dirigir, justamente por causa do volante. 

Entenda, se você fez uma cirurgia no tórax e tiver que manter a sustentação do braço no volante, isso não é interessante e nem recomendável.

Além disso, tem uma curta distância que em qualquer freada ou em qualquer movimento brusco, pode comprometer o resultado da sua cirurgia, se ela for muito recente.

Então o recomendado é ficar 4 semanas sem dirigir. 

Você precisa se organizar para isso.

Um outro ponto importante do pós-operatório, é não poder dormir de lado e nem de barriga para baixo.

Talvez este processo possa incomodar bastante, mas ele logo passa.

No processo da Mastopexia, os seguintes passos foram seguidos.

1- Pegamos o tecido mamário que estava caído, 

2- Levantamos com pontos e ajustamos a pele.

Todo esse processo tem que formar cicatrizes internas muito bem estabelecidas, para que você possa virar de lado e exigir que aquele tecido não caia de novo para onde estava, pois acabou de ser reposicionado. 

Por isso é preciso ficar 4 semanas sem dormir de lado e mais tempo ainda sem dormir de bruços.

Essa é a parte que as pacientes mais reclamam do pós-operatório.

Em relação às restrições de atividades físicas, recomendamos ficar duas semanas sem fazer nenhum esforço físico.

Entenda, o corpo está demandando mais energia para poder melhorar o processo de cicatrização. 

No início do período de cicatrização, às vezes algumas pacientes fazem uma caminhada e sentem que correram uma maratona.

Isso significa que ainda não é hora retomar as atividades.

É necessário se resguardar para que possa ter a energia suficiente que precisa para retomar as atividades.

Uma outra restrição muito importante de falar é a de não carregar peso. 

Entenda: atente ao processo, pegamos o tecido mamário,  prendemos os ponto no músculo peitoral, levamos a mama para cima e ajustamos a pele fazendo uma cicatriz em T invertido, como na imagem abaixo:

Toda essa cirurgia de mastopexia foi realizada, não é recomendável carregar peso.

Ao fazer isso, irá exigir um estresse de movimentação, justamente naquele músculo que acabou de ajudar a levantar o tecido mamário 

O ideal é que o estresse desse músculo seja poupado durante dois meses, no período do pós-operatório, ou seja, não pode pegar peso de jeito nenhum.

E esse peso é muito relativo, é tudo aquilo que você precisa fazer força para carregar. 

Por exemplo: existem pessoas que precisam fazer força para carregar 1kg de arroz, já outras não precisam. 

Então é uma análise muito individual, é necessário avaliar o que é um peso para você. 

É importante ressaltar que o peso inclui: crianças, mesmo que pequenas, e animais.

Então se você tem um animalzinho que é você que cuida, precisa saber como vai lidar com ele no pós-operatório sem ter que segurá-lo no colo, a mesma coisa vale para crianças pequenas.

Se você tem um filho que ainda não anda ou precisa bastante de colo o ideal é que você tenha muita ajuda ou que aguarde ele crescer um pouco,  para que ele entenda os motivos pelo qual você não vai poder pegá-lo no colo. 

Pós operatório mastopexia com prótese (silicone)

Para saber se será necessário colocar silicone, uma consulta deverá ser realizada. 

O pós operatório da mastopexia com silicone também deve ser seguido disciplinadamente como a mastopexia sem prótese.

Tendo cuidados com a alimentação, somente ingerir alimentos leves, organismo da paciente 

não deve ser sobrecarregado. 

Como falamos anteriormente, cuidado com movimentos bruscos, carregar pesos, dirigir. 

E muita atenção quando for dormir! Não durma de lados, nem de bruços.

Para melhor resultado e seu pós operatório.  

Mastopexia com prótese cicatrizes

Em geral, essa cirurgia plástica apresenta 4 tipos de cicatrizes, abordaremos cada uma:

mastopexia

Cicatriz periareolar

Essa cicatriz consiste em um formato circular ao redor da aréola

É um tipo mais discreto de cicatriz, já que não é necessário retirar uma grande quantidade de pele na cirurgia.

Geralmente é indicado para mulheres que possuem mamas pequenas. 

Cicatriz em I ou pirulito

O tipo de corte que resulta nessa cicatriz geralmente é indicado quando a paciente possui um grau de flacidez moderado.

Ele permite o estreitamento da mama, definindo melhor o colo.

Essa cicatriz lembra o formato do buraco de uma fechadura, ou de um pirutilo.

Cicatriz em L 

Neste tipo de corte, o grau de flacidez da paciente é um pouco maior. 

E será necessário uma incisão dentro do sulco mamário. 

Essa cicatriz tem o formato de L por causa das incisões. 

Cicatriz em T invertido 

A cirurgia onde esse tipo de corte é realizado, é a mais complexa em relação à extensão, porém é a que permite maior elevação das mamas. 

É indicada a pacientes que possuem seios muito grandes, ou com grau de flacidez considerado alto. 

Para finalizar, é importante que você sempre busque um profissional habilitado para realizar esse procedimento.

Para isso existe a sociedade brasileira de cirurgia plástica que regulamenta, qualifica e certifica cirurgiões plásticos de referência.

Espero muito ter esclarecido algumas dúvidas e que vocês tenham gostado desse conteúdo, deixe seu comentário e compartilhe conosco sua opinião.

2 comentários em “Mastopexia: O que é? Cicatrizes? (Fotos e Vídeo)”

Deixe um comentário