[2021] Lipoenxertia, você conhece esse procedimento? Saiba tudo sobre.

Olá hoje neste artigo iremos falar sobre a lipoenxertia. Este é um assunto que está tendo muita procura, porque agora as pacientes estão buscando usar menos a prótese de mama e tentando fazer o aumento do volume mamário com gordura.

Mas será que é possível fazer isso? Acompanhe o post

lipoenxertia

Procedimento Lipoenxertia: Glúteo

Como fazer a transferência da gordura para uma área que é esteticamente menos agradável, para uma área na qual a paciente deseja um aumento de volume?

O enxerto de gordura é uma técnica consagrada, na qual é usada há muito tempo, principalmente na região dos glúteos.

Para aumentar o contorno do volume do bumbum, a gordura pode ser retirada no procedimento de lipoaspiração, geralmente na área das costas e transferida para favorecer e aumentar o contorno do bumbum.

Como falei é feito há muito tempo e é uma técnica muito boa, onde conseguimos resultados sensacionais.

Procedimento Lipoenxertia: Mama 

Nestes tempos começou-se a falar em lipoenxertia na região das mamas.

O que é importante entender? Pois, se é um procedimento na qual é usado há anos, traz bons resultados na região do glúteo, por que isso não é feito na região da mama com tanta frequência?

Porque nessa região é necessário ter a preocupação do câncer, logo, na região dos glúteos não há uma estrutura anatômica que possa sofrer alguma malignização e assim resultar em câncer.

Já na região das mamas temos as células mamárias, o tecido glandular, que é o tecido de amamentação na qual pode sofrer uma mudança e assim tornar-se um câncer.

Também sempre houve a seguinte preocupação: se a gordura fosse enxertada na mama, ela aumentaria o risco de gerar um câncer nesta região?

Essa foi a grande pergunta que pairou durante anos e impedia que os cirurgiões fizessem o procedimento de enxerto na mama.

Porém, com o passar das pesquisas e evolução, concluiu-se que é seguro, do ponto de vista oncológico, em relação ao risco de câncer não é preciso se preocupar com isso na hora de transferir a gordura de qualquer área do corpo para a mama.

Mas existem várias dificuldades técnicas para fazer o procedimento de lipoenxertia da mama, com objetivo estético.

Então hoje essa cirurgia é feita com tranquilidade nas cirurgias reparadoras.

Por exemplo: uma paciente teve câncer e foi necessário retirar todo o tecido mamário dela, assim, ela ficou sem nada. O que é feito nesse caso?

É colocado gordura nessa parte da mama, para que aumente a espessura do tecido na qual ela tem nessa região. A espessura da pele, do subcutâneo.

Para que depois possa ser feita a inclusão de uma prótese, ou seja, não conseguimos aumentar grandes volumes da mama com tranquilidade.

Hoje, com tranquilidade é possível aumentar pequenos volumes ou melhorar irregularidades da área que é retirada da mama.

Resultados lipoenxertia: antes e depois 

O objetivo da lipoenxertia, como é feito hoje, não é o aumento estético. Se você deseja levantar o aspecto de queda das mamas, talvez a mastopexia possar o procedimento mais adequado.

Surgiram muitas preocupações em relação às próteses de mama, inclusive nas redes sociais. E temos buscado formas de realizar o aumento da mama sem o uso delas.

Porém isso é uma coisa nova, especialmente no Brasil.

Então é preciso ter paciência e entender que tecnicamente ainda é desafiador para o cirurgião fazer grandes volumes de aumento da mama apenas com gordura. Porque a gordura precisa ser transferida de lugar.

Nos glúteos temos uma área de transferência muito maior do que nas mamas normalmente. E quando pegamos uma célula de gordura que estava na barriga da paciente, na qual ela não gostava nessa região.

E assim implantamos essa parte de gordura na mama, para que as células dessa região incorporem aquela gordura.

Lembre-se que é uma célula viva, logo precisa encontrar um ambiente agradável para que possa ser integrada e desenvolver-se.

Então podemos transferir muita gordura para mama? Não, porque precisamos pensar que aquela célula precisa encontrar vascularização e outras células saudáveis para se desenvolver e tornar-se uma célula na região da mama.

O que é importante entender na lipoenxertia é que por essa dificuldade em não conseguir controlar o processo de integração da gordura no lugar para qual foi transferida, não é possível prever o resultado.

Por exemplo, quando falamos em glúteo, normalmente as pacientes não avaliam a simetria.

Porque o glúteo é atrás, as pacientes olham o contorno e já ficam satisfeitas. Ninguém fica medindo se um glúteo está maior do que o outro ou se a consistência está diferente, pois a preocupação com bumbum é muito diferente da preocupação em relação a mama.

A mama normalmente traz consigo um preceito de que é necessário ter uma certa simetria, a consistência também é outro fator que preocupa, o peso e o aspecto de queda.

E outros questionamentos como: se transferirmos muita gordura a mama não corre o risco de cair? Pois ela pode ficar uma mama grande e mais pesada.

Será que a pele irá sustentar esse peso? Percebe que não existe essa preocupação na região dos glúteos, porém é preciso ter em relação à região das mamas.

Para concluir

Então é importante entender que a lipoenxertia da mama, ainda tem muitas observações. 

Nós, cirurgiões plásticos, estamos realizando cirurgias e observando como o corpo das pacientes está se comportando e se o resultado irá atender as expectativas delas.

Sempre procure profissional habilitado, lembre-se que existe a sociedade brasileira de cirurgia plástica que regulamenta, qualifica e certifica cirurgiões plásticos de referência.

Então não é a mesma garantia de resultado quando é colocada uma prótese, pois ela é um dispositivo ou industrializado, que tem tamanho, formato e dimensões pré-estabelecidas.

Por isso é um pouco mais fácil ter uma noção do resultado após a cirurgia, completamente diferente da lipoenxertia.

Justamente porque depende da participação do corpo para aceitar essa transferência de células de um lugar para outro.

Pacientes sempre perguntam se vale a pena realizar o procedimento da lipoenxertia. Em minha opinião essa é uma questão muito individual, pois cada uma sabe qual sua expectativa em relação ao volume na qual deseja ganhar, o quanto de células de gordura em áreas na qual não goste estão disponíveis para usar, para poder transferir para região da mama

Tudo isso deve ser planejado com muita calma, e sempre ser uma decisão muito bem pensada.

Gostou desse artigo? Suas dúvidas foram esclarecidas? Deixe um comentário e compartilhe conosco sua opinião!.

Deixe um comentário